sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Totalitarismo


O significado que a grande pensadora política Hannah Arendt quis dar ao termo totalitarismo não foi o de um Estado todo-poderoso, mas o de uma obliteração da diferença entre vida privada e vida pública. Somos livres tão-só na medida em que temos sob o nosso controlo aquilo que as pessoas sabem sobre nós, bem como as próprias circunstâncias em que passam a sabê-lo. (...) O totalitarismo elimina a diferença entre o privado e o público não só para tornar os indivíduos privados da sua liberdade, mas também para afastar toda a sociedade dos acontecimentos políticos reais e aproximá-la de teorias da conspiração (...) Quando nos mostramos vivamente interessados em assuntos de relevância dúbia em momentos que são escolhidos a dedo por tiranos e espiões, estamos a participar na destruição da ordem política que nos rodeia (...) e é também aquilo que Arendt descreveu como a degeneração da sociedade a ponto de se transformar em mera "populaça".

Timothy Snyder, Sobre a soberaniaVinte lições, tradução de Frederico Pedreira, Relógio d'Água, 2017, pp.72-74

Sem comentários:

Enviar um comentário